A artista abriu, dia 22 de junho, uma exposição no Museu de Congonhas, com 40 gravuras, de fases diversas, e 8 desenhos de anjos barrocos, pertencentes a colecionares particulares. A mostra abre uma nova atividade do Museu, apresentando ao público visitante uma visão bastante diferenciada das técnicas gráficas, usadas pela artista que é hoje considerada um dos ícones da arte mineira.

A exposição permanecerá aberta no Museu de Congonhas no período de 22/06 à 29/07 com horário de funcionamento de 10 às 17 horas.